O uso de barreiras vegetais para controle dos ventos em espaços abertos

Helena Cristina Padovani Zanlorenzi, Demóstenes Ferreira da Silva Filho

Resumo

Os estudos de conforto ambiental em espaços abertos envolvem certamente a influência dos ventos no conforto térmico dos usuários, nas escalas local e urbana. O presente estudo teve por objetivo avaliar elementos vegetais como barreira aos ventos para conforto térmico em espaços abertos. O procedimento utilizado foi quantificar a interferência de elementos vegetais na passagem dos ventos, na altura dos pedestres, a partir de configurações preestabelecidas de elementos vegetais. Foram estudadas três espécies: Jasminum mesnyi Hance (Jasmim), Pseudosasa japonica (Steud.) Makino (Bambu) e Pinus caribaea Morelet (Pinus). As variáveis microclimáticas medidas foram temperatura do ar, umidade relativa do ar e velocidade dos ventos, em três posições distintas por espécie vegetal: em um campo aberto próximo, antes e depois da barreira. O período de coleta de dados foi das 9 às 21 horas, em intervalos de 3 minutos, durante três dias por espécie, no Campus Taquaral da UNIMEP em Piracicaba - SP. Foi feita a medição do LAI (Índice de Área Foliar) das espécies. Os dados obtidos nas medições foram aplicados em simulação computacional com o modelo ENVI-met®. A ferramenta de simulação mostrou-se eficiente como auxílio na escolha de estratégias que requerem atenuação dos ventos.

Texto completo:

PDF

Número de visualizações: 31

Referências

ASSIS, E. S.; SIRQUEIRA, C. A.; BAMBERG, A. M. Influência da vegetação no microclima em ambiente simulado controlado. In: ENCONTRO NACIONAL DE CONFORTO NO AMBIENTE CONSTRUÍDO, 12.; / ENCONTRO LATINOAMERICANO DE CONFORTO NO AMBIENTE CONSTRUÍDO, 8., 2013, Brasília. Anais... Porto Alegre: ANTAC, 2013. p. 324-338.

BONAN, G. Ecological climatology: concepts and applications. Cambridge: Cambridge University Press, 2002. 690 p.

BROWN, R. D.; GILLESPIE, T. J. Microclimatic landscape design: creating thermal comfort and energy efficiency. New York: John Wiley, 1995. 193 p.

BRUSE, M. ENVI-met 3.1: online manual. 2009. Disponível em . Acesso em: 19 maio 2015.

ERELL, E.; PEARLMUTTER, D.; WILLIAMSON, T. Urban microclimate: designing the spaces between buildings. London: MPG Books, 2011. 266 p.

GOOGLE EARTH. Imagem da área da UNIMEP: pontos de medição. Disponível em: . Acesso em: 09 ago. 2014.

GOOGLE EARTH. Imagem da área da UNIMEP: situação do entorno. Disponível em: . Acesso em: 16 abr. 2015.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo 2010. Rio de Janeiro: IBGE 2010. Disponível em: . Acesso em: 19 maio 2015.

NIKOLOPOULOU, M. Designing open spaces in the urban environment: a bioclimatic approach; RUROS: Rediscovering the Urban Realm and Open Spaces. Greece: Centre for Energy Resources, Department of Buildings, 2004. 53 p.

OMETTO, J. C. Bioclimatologia vegetal. São Paulo: Agronômica Ceres, 1981. 440 p.

RIVERO, R. Arquitetura e clima: acondicionamento térmico natural. 2. ed. Porto Alegre: D.C. Luzzatto Editores, 1986. 240 p.

SANTIAGO, J. L.; MARTÍN, F.; CUERVA, A.; BEZDENEJNYKH, N.; SANZ-ANDRÉS, A. Experimental and numerical study of wind flow behind windbreaks. Atmospheric Environment, Madrid, v. 41, n. 30, p. 6406-6420, 2007.

SARAIVA, J. A. G. Ação do vento e nível de conforto em espaços urbanos. In: ENCONTRO DE PROFESSORES DE CONFORTO AMBIENTAL, 2.; / CICLO DE PALESTRAS DE CONFORTO AMBIENTAL E CONSERVAÇÃO DE ENERGIA, 2., 1994, João Pessoa. Anais… João Pessoa: UFPB, 1994. p. 23-31.

WONG, N. H.; CHEN, Y. Tropical urban heat islands: climate, buildings and greenery. London; New York: Taylor & Francis, 2009. 259 p.

WU, X.; ZOU, X.; ZHANG, C.; WANG, R.; ZHAO, J.; ZHANG, J. The effect of wind barriers on airflow in a wind tunnel. Journal of Arid Environments, Beijing, v. 97, p. 73-83, Oct. 2013.

ZANLORENZI, H. C. P. Áreas verdes e conforto térmico: o papel da vegetação no controle dos ventos. 2015. 129 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2015.

ZANLORENZI, H. C. P.; SILVA FILHO D. F. O papel da vegetação no controle dos ventos para o conforto térmico. Revista Labverde, São Paulo, v. 9, n. 1, p. 74-94, mar. 2018.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.