Determinação experimental da variação dos coeficientes de arrasto em galhos de eucalípto (Eucalyptus sp)

Gilder Nader, Gabriel Borelli Martins, Paulo José Saiz Jabardo, Raquel Dias de Aguiar Moraes Amaral, Suelem Maurício Fontes Macena, Takashi Yojo

Resumo

Eucaliptos são árvoresaltas, chegam a ultrapassar 40 m de altura, crescem rápido e são frequentemente encontradas em cidades e também em plantios homogêneos com objetivos industriais, como os da indústria de papel e celulose. Por conta do seu porte, necessitam de um monitoramento constante, pois árvores como essasapresentam queda natural dos galhos e, durante tempestades, podem ocorrer quedas das árvores e acidentes. O vento é um forte agente desses acidentes e, por isso, o IPT desenvolveu um software para análise e previsão de risco de queda de árvores. No entanto, os valores dos coeficientes de arrasto utilizados nesse software são baseados nos comportamentos lineares de barras. Mas, as árvores possuem comportamentos não lineares sob ação do vento, com suas copas alterando a área vélica em função da velocidade do vento. Os ensaios foram realizados em túnel de vento, utilizando galhos de eucalipto. Os resultados obtidos apresentaram um coeficiente de arrasto de aproximadamente 0,6 para velocidade do vento de 13,1 m/s. No entanto, as árvores perdem folhas durante uma tempestade e, com isso, o valor do coeficiente de arrasto diminui.

Texto completo:

PDF

Número de visualizações: 30

Referências

AMARAL, R. D. A. M. et al. Metodologia para diagnóstico de cupins em árvores. Patente: BR 00072, 22 fev. 2003.

BRAZOLIN, S. Biodeterioração, anatomia do lenho e análise de risco de queda de árvores de tipuana, Tipuana tipu (Benth.) O. Kuntze, nos passeios públicos da cidade de São Paulo. 2009. Tese (Doutorado) - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2009.

FOEKEL, C. O fenômeno de danos em árvores pela ação de ventos em florestas plantadas de eucalipto, Eucalyptus Newsletter, n. 46, p. 1-22, set. 2014.

INSTITUTO DE PESQUISAS TECNOLÓGICAS. Divisão de Produtos Florestais. Comunicação Interna - Relatório Técnico apresentado à Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente. São Paulo: IPT, 2004. v. 1, 45 p.

KOIZUMI, A.; SHIMIZU, M.; SASAKI, Y.; HIRAI, T. In situ drag coefficient measurements for rooftop trees. Journal Wood Science, v. 62, p. 363-369, 2016.

MAYHEAD, G. J. Some drag coefficients for britsh forest trees derived from wind tunnel studies, Agricultural Meteorology, v. 12, p. 123-130, 1973.

VIRÍSSIMO, D. B.; RUSSO, M. C.; MACHADO, M. C.; BRAZOLIN, S.; AMARAL, R. D. A. M.; YOJO, T. Programa de Computador ARBIO. Patente: BR512013001323-2. Data de registro: 02 dez. 2013.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.